Marketing de Conteúdo ― 7 questões que não deve ignorar

 
2 de Dezembro de 2014

Vivemos numa era da internet bastante poluída: links tóxicos, conteúdo sufocado com keywords, guest blogging feito em modo spam, previsível e tão…enfadonho! O trabalho de SEO feito assim (com toques maléficos!) prejudica o trabalho dos bons da fita.

O capitão de limpeza web Matt Cutts e o Google, penalizaram, recentemente, sites e plataformas que se dedicavam ao uso e à propagação destas práticas, como tal, de arrasto vieram os backlinks de muitas empresas. As pessoas começam a desconfiar de práticas como o linkbuilding, dando preferência a outras ações de SEO, de modo a conseguirem um bom lugar no ranking do Google.

Adeus, linkbuilding do passado O desafio está em medir a eficácia do link, se o mesmo vai ser rentável e qual o seu valor real. Aqui, o importante é a qualidade e não a quantidade, ter uma referência num site de uma revista de elevada notoriedade valerá mais do que muitos links em sites de fraca qualidade.

A resposta ao desafio passa por trabalhar o conteúdo de maneira a que este esteja optimizado para as palavras-chave, ou seja, de modo a que os links colocados nesse texto possam ser eficazes. Logo, o contexto dos links tem de fazer sentido, o conteúdo não pode ser algo forçado e artificial.

O objectivo máximo da produção de conteúdos é conseguir ser o conteúdo mais relevante e com mais autoridade. De cada vez que se cria um conteúdo com qualidade, que oferece algo que o público interpreta como útil e não os faz, simplesmente, bocejar, aumenta a credibilidade e autoridade do seu site.

Ferramentas como o Authorithy Labs, são úteis para medir a sua autoridade ou a autoridade das páginas que o referenciam, sem nunca esquecer que o uso destas ferramentas só trazem benefícios, se as análises forem feitas com frequência e complementadas com dados provenientes de outras ferramentas como o Analytics, por exemplo.

Posicionamento Estar no sítio certo à hora certa é possível. A verdade é que conseguir um link bem posicionado é importante para aumentar a taxa de conversão do seu website.

Yes, we can. O uso sistemático da ferramenta Google Analytics é útil para atingir esse objectivo. Através destas análises, podemos direccionar o uso dos links. Conseguimos identificar a área geográfica que mais conversão traz ao website e trabalhar o linkbuilding, segundo esse critério. Um link bem posicionado com acesso a uma enorme audiência, pode – e irá, certamente – afectar a percepção das pessoas da sua marca.

Controlo, sempre! Logicamente, uma aposta na prática saudável de linkbuilding vai aumentar o número de referências ao negócio na web. Ferramentas como o SocialMention.com e Fresh Web Explorer oferecem maior controlo sobre as referências à sua marca, empresa ou site.

Vivo é o contrário de morto Nada morre em SEO, tudo se transforma. Lembrem-se disso antes de acreditar em tudo o que se diz pela Internet… Ok, ok, à exceção deste artigo, claro.